Início Bahia Operação da PF cumpre mandados contra pessoas usadas como ‘laranja’ no sudoeste da BA

Operação da PF cumpre mandados contra pessoas usadas como ‘laranja’ no sudoeste da BA

Por Reginaldo Spínola

Uma operação da Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira (02), cumpre dois mandados de busca e apreensão e outras seis medidas cautelares em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, contra suspeitos de serem usados propositadamente como “laranjas” e envolvimento em fraude em contas eletrônicas em instituições financeiras.

A polícia não informou o nome dos suspeitos, nem quais medidas cautelares seriam aplicadas (implantação de tornozeleira, prestação de serviço à comunidade ou outra mais severa).

PF faz operação no DF e em 13 estados contra ‘laranjas’ que cedem contas bancárias para criminosos; desvios somam R$ 18 milhões

As ações fazem parte da operação “Não seja um laranja” e acontecem em 13 estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Ao todo, 43 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos e o montante das fraudes bancárias ultrapassa R$ 18 milhões.

As investigações são resultado de uma força-tarefa que envolve também a Polícia Civil, as próprias instituições financeiras e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

De acordo com a PF, foi detectado um aumento considerável da participação consciente de pessoas em esquemas criminosos desta natureza, que são usadas como “laranja” de maneira proposital e consciente. Elas “emprestam” as contas bancárias mediante pagamento e têm as contas usadas para receber transações fraudulentas, que possibilitam a ocorrência de fraudes.

Ainda conforme a polícia, emprestar contas bancárias para receber créditos fraudulentos é crime, além de provocar um dano considerável aos cidadãos. A prática é usada por organizações criminosas e dificulta a investigação dos delitos.

Em caso de comprovados crimes das pessoas envolvidas na operação, os suspeitos podem responder por associação criminosa, furto qualificado mediante fraude, uso de documento falso e falsidade ideológica, com penas que podem somar mais de 20 anos de reclusão.

g1

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade