Início Noticias ABSURDO: LEITE AO INVÉS DE SORO É INJETADO EM SONDA DE BEBÊ NO HOSPITAL

ABSURDO: LEITE AO INVÉS DE SORO É INJETADO EM SONDA DE BEBÊ NO HOSPITAL

Por Reginaldo Spínola

Na madrugada da última quinta-feira (5), o pai de um bebê de
quatro meses (Isaac), acusou uma técnica de enfermagem do Instituto da Criança
do Amazonas (Icam), de injetar leite no tubo da sonda de gastrostomia, onde
deveria ser injetado apenas soro, piorando o quadro do paciente.
A criança está internada desde o dia 25 de julho na
instituição. O nome da profissional, que foi afastada da função não foi
divulgado, mais a direção do Icam nega que o erro de procedimento tenha relação
com a piora do quadro do bebê.

Segundo Roberto Fernandes 47, pai do paciente, seu filho
estava prestes a receber alta médica, mas teve o caso novamente agravado pelo
erro. A injeção de leite causou, conforme o pai, o rompimento da bexiga de
Isaac. Ele estava com dois acessos na sonda, sendo um para receber medicação
(soro) e outro exclusivo para alimentação.
Roberto explicou que a técnica em enfermagem se enganou e
aplicou leite no tubo usado para o soro. No tubo usado para injetar soro na
bexiga poderiam ser aplicados apenas 3 ml do liquido, enquanto que no outro
usado para a alimentação eram aplicados 34 ml de leite. Entretanto, os 34 ml de
leite foram aplicados de uma única vez onde só comportava 3 ml de soro. O
procedimento rompeu a bexiga da criança, conforme Roberto afirma com
fotografias.
O pai disse que procurou a direção do instituto, mas como se
tratava do feriado na região, só conseguiu reportar o fato posteriormente. Ele
decidiu procurar a imprensa para que a Secretaria de Saúde (Susam) tome
conhecimento do erro e tome as devidas providências.
Fonte:varelanoticias

Itambeagora@gmail.com

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade