Início Noticias CRIANÇAS MERGULHAM EM RIO POLUÍDO PARA PEGAR LATINHAS; MP ENTRA COM AÇÃO CONTRA PREFEITURA

CRIANÇAS MERGULHAM EM RIO POLUÍDO PARA PEGAR LATINHAS; MP ENTRA COM AÇÃO CONTRA PREFEITURA

Por Reginaldo Spínola

A realidade das crianças que recolhem latinhas para reciclagem
no canal do Arruda, zona norte do Recife, em Pernambuco, se tornou alvo de uma
ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho contra a
prefeitura da capital. O registro da triste rotina de três crianças que vivem do
lixo foi feito pelo fotógrafo Diego Nigro, do Jornal do Comércio.
De acordo com perfil dos catadores brasileiros elaborado pelo
Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), baseado no Censo 2010 (IBGE), 3,6%
dos 20.166 pernambucanos que trabalham com reciclagem têm entre dez e 17 anos.
São, oficialmente, 726 crianças e adolescentes no Estado que tiram seu sustento
como catadores

Os garotos Paulo Henrique Félix da Silveira, de nove anos,
Tauã
Manoel da Silva Alves, dez anos, e Geivson Félix de Oliveira,
de 12 anos, mergulham para achar latinhas e vender em um galpão de reciclagem.
O dinheiro, no máximo R$ 10 por dia, complementa a renda da família. A mãe é
empregada doméstica e diz temer que os meninos peguem doenças, mas que não tem
como negar a ajuda dos filhos, no total seis. Os meninos exibem feridas pelo
corpo e manchas na pele
Segundo o Ministério Público do Trabalho, foi encaminhada
uma lista de 13 pedidos para que a prefeitura faça ações a fim de acabar com
o trabalho infantil na cidade. Entre as recomendações, a administração
municipal tem 120 dias para averiguar quantas e que em condições os menores de
idade estão trabalhando. A partir disso, será dado prazo de 30 dias para
inseri-los em programas
sociais. O MP avaliou que a prefeitura está em falha para
resolver o problema.
A prefeitura informou que, no caso específico do canal do Arruda,
já tem em andamento um projeto de urbanização do local que inclui uma espécie
de triagem do lixo, o que poderá beneficiar famílias que vivem da reciclagem. O
órgão informou ainda que encaminhou mais de dez agentes para trabalharem na
limpeza do canal na segunda-feira (4)

Foto: Diego Nigro/JC Imagens/Estadão 
Itambeagora@gmail.com

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade