Início Noticias Secretaria Municipal de Saúde inicia a Campanha de Vacinação contra o HPV

Secretaria Municipal de Saúde inicia a Campanha de Vacinação contra o HPV

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância
Epidemiológica do Município, iniciou nesta terça-feira (11) a Campanha de
Vacinação contra o vírus HPV (Papiloma Vírus Humano), um dos principais
responsáveis pelo câncer de colo de útero. 
De acordo com a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica do
Município, Adriana Alves, a vacinação é voltada para meninas de 11 a 13 anos e
está acontecendo em todas as Unidades de Ensino, até o dia 13 de abril.
Conforme a coordenadora, todos os pais estão sendo informados sobre o dia da
vacinação na escola da sua filha e sobre a importância da campanha. “Os pais
vão receber uma carta informativa e terão direito a autorizar ou não a
vacinação”, informou.

Adriana ressaltou que o objetivo da Campanha é reduzir casos
e mortes ocasionados pelo câncer de colo do útero. “Nas meninas dessa faixa
etária, a vacina é altamente eficaz, induzindo a produção de anticorpos em
quantidade dez vezes maior do que a encontrada em infecção naturalmente
adquirida num prazo de dois anos”, esclareceu.

Para receber a vacina é preciso apresentar o cartão de
vacinação e documento de identificação. Cada adolescente deverá tomar três
doses para completar a proteção, sendo a segunda, seis meses depois, e a
terceira, cinco anos após a primeira dose.
O Ministério da Saúde preparou uma campanha informativa para
orientar a população sobre a importância da prevenção contra o câncer do colo
de útero, com o tema “Cada menina é de um jeito, mas todas precisam de
proteção”. Na campanha, as mulheres também são alertadas de que a prevenção do
câncer de colo do útero deve ser permanente.
A vacina quadrivalente protege contra os subtipos HPV 6, 11,
16 e 18, sendo os últimos responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de
colo do útero em todo mundo.  O HPV é um
vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio
de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do
parto.  A vacinação será restrita ao sexo
feminino e, conforme o calendário desenvolvido pelo Ministério da Saúde, em
2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e em
2016 às meninas de 9 anos.
ASCOM

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade