Início Noticias Homem mata filha de dois anos com tiro de espingarda: “Disse que não era minha”

Homem mata filha de dois anos com tiro de espingarda: “Disse que não era minha”

Por Reginaldo Spínola
Uma menina de dois anos morreu
após ser atingida por um tiro de espingarda na tarde de domingo (22), no
município de São Bentinho, no sertão da Paraíba. Segundo informações da
polícia, o responsável pelos disparos seria o pai da menina, que ainda atirou em
si mesmo após o crime. O homem de 34 anos, que não teve o nome divulgado, não
corre risco de morte.
Em depoimento à polícia, feito
nesta segunda-feira (23), o suspeito confessou ter matado a criança e,
inclusive, acusou a mãe da criança de ser culpada do crime. “Essa peste
[ex-mulher] tá infernizando minha vida, disse que a menina não é filha minha.
Eu sei lá [o que motivou o crime], deu uma doidice na minha cabeça”, disse
aos policiais. O depoimento foi feito no Hospital Regional de Pombal, local
onde o homem está internado. O suspeito e a mãe da criança estão separados há
dois meses.

O caso
O crime aconteceu na tarde de
domingo (22), na cidade de São Bentinho, Sertão da Paraíba. Segundo informações
levantadas pela polícia, o homem estava embriagado quando atirou com uma
espingarda na criança, que dormia em uma rede.
A menina chegou a ser socorrida e
levada para o Hospital Infantil, Noaldo Leite, em Patos, mas não resistiu aos
ferimentos e morreu. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico
Legal (IML) de Patos e já foi retirado pela família.
Homem atirou em si mesmo após o
crime. Uma testemunha contou que acompanhou parte da discussão que o homem teve
com a ex-esposa ao telefone, minutos antes do crime. Ela disse que, depois da
conversa, o homem começou a chorar.
A testemunha relatou ainda que
enquanto o homem conversava com a mãe da criança, uma vizinha pegou a menina,
deu banho e mamadeira e a colocou pra dormir. “Depois de uma meia hora
mais ou menos aconteceu o fato”, contou.

Segundo informações da polícia, o
homem já tinha passagem por agressão à ex-esposa e deve ser indicado por
homicídio. De acordo com o delegado Aroldo Queirosa, o suspeito vai ser
transferido para Campina Grande para tratamento médico devido à lesão do tiro
que deu em si mesmo. “Ele vai ser transferido e ficar sob custódia até ter
alta. Em seguida será conduzido à cadeia pública da comarca, onde vai deverá
ficar à disposição da justiça”, explicou Queirosa. Informações: Correio
Itambeagora@gmail.com

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade