Início Noticias O símbolo da sabedoria mora no ECR: Coruja é encontrada em sala de aula

O símbolo da sabedoria mora no ECR: Coruja é encontrada em sala de aula

Por Reginaldo Spínola
3 Comentários
Na manhã desta sexta-feira (10),
ao iniciar o período de aulas na Escola Educandário Cristo Rei, em Itambé,  os alunos da 6ª
série B, perceberam um barulho que vinha do forro da sala de aula. Quando
verificado pelo secretário da escola, Samuel Paixão, o mesmo observou que
tratava de uma ave, mas, não uma ave qualquer e sim uma coruja. Essa notícia
causou um alvoroço entre os alunos. Não se sabe há quanto tempo a coruja mora
naquele local, mas, suspeita-se que ela esteja se reproduzindo na escola, o que
incomum, já que os ninhos são construídos em árvores altas, livres de
predadores.
Os alunos, professores, direção e
funcionários ficaram surpresos com a descoberta da coruja e começaram a
comentar: O símbolo da sabedoria mora no ECR, o animal parecia não está
sozinho, há indícios de que há filhotes no local. A direção entrou em contato
com a Prefeitura Municipal para procurar o órgão responsável por esta causa.

O mais estranho é que essa é uma
ave soberana da noite, que tem a capacidade de enxergar através da escuridão,
conseguindo ver o que os outros não veem. Enquanto todos dormem a coruja fica
acordada, com os olhos arregalados, vigilante e atenta aos barulhos da noite.
Por isso, representa para muitas culturas uma poderosa e profunda conhecedora
do oculto.
A coruja simboliza a reflexão, o
conhecimento racional e intuitivo. Na mitologia grega, Athena, a deusa da
sabedoria, tinha a coruja como símbolo.
Os gregos consideravam a noite o
momento propício para o pensamento filosófico. Pela sua característica de
animal notívago (noturno), era vista pelos gregos como símbolo da busca pelo
conhecimento.
A coruja tem a particularidade de
conseguir girar o pescoço em até 270º para observar algo ao seu redor, permanecendo
com o resto do corpo sem o menor movimento. A grande capacidade de visão e
audição torna as corujas exímias caçadoras.
O termo “coruja”
geralmente é aplicado ao pai ou a mãe que ressalta com certo exagero as
qualidades dos filhos. É extensivo a outros familiares como tios, avós e
outros.
A coruja é escolhida como mascote
dos escoteiros e dos cursos universitários de Filosofia, Pedagogia e Letras.
Agora será também a mascote do Educandário Cristo Rei.

Itambeagora@gmail.com
3 Comentários
0

3 Comentários

Anônimo 11 de abril de 2015 - 10:16

na escola q eu estudo tem um ninho de mucego. o aparicio é a escola do batman kkkk

Anônimo 11 de abril de 2015 - 00:15

REALMENTE ESCOLHEU O MELHOR LUGAR!!!

Anônimo 10 de abril de 2015 - 23:45

Não sei atualmente,porém, até a década de 90 os alunos do meu querido ECR tinham um aprendizado de excelência e saiam prontos pra enfrentar a vida…Não poderia existir um mascote mais adequado do que essa CORUJA para representar uma ESCOLA tão BRILHANTE como esta.

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade