Início Noticias Recém-nascida é achada morta com sinais de violência dentro da bolsa da mãe

Recém-nascida é achada morta com sinais de violência dentro da bolsa da mãe

Por Reginaldo Spínola
Uma jovem de 22 anos será
investigada pela Polícia Civil por suspeita de matar a própria filha
recém-nascida, em Janaúba, no norte de Minas, na última quinta-feira (16). De
acordo com a Polícia Militar, ela procurou o Hospital Fundajan alegando que
tinha sofrido um aborto espontâneo aos cinco meses de gestação. No entanto, os
médicos e enfermeiros suspeitaram da versão e conseguiram encontrar o corpo do
bebê na bolsa da paciente. O bebê estava com a cabeça mais escura que o resto
do corpo e apresentava sinais de violência no pescoço, como se tivesse sido
estrangulado. Segundo uma médica, a morte aparentava ter sido recente, uma vez
que o recém-nascido não apresentava rigidez cadavérica.
A recém-nascida, ainda segundo os
profissionais de saúde, apresentava sinais de violência no pescoço, como se
tivesse sido estrangulado.
Os profissionais acionaram a
corporação e contaram que a mulher chegou à instituição através do serviço de
urgência do Samu ainda com a placenta e contou que o suposto aborto havia
acontecido na casa do namorado. No entanto, a garota não sabia dizer onde
estava o corpo da criança e ainda se recusava a se separar de uma bolsa de
couro, chegando a utilizar o objeto como encosto de cabeça no leito em que
estava deitada.  Informações: R7
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies