Início Noticias Encruzilhada: Sem água, população da Tapera se revolta e bloqueia sistema de irrigação de fazenda de café

Encruzilhada: Sem água, população da Tapera se revolta e bloqueia sistema de irrigação de fazenda de café

Por Reginaldo Spínola
Depois que o Blog Itambeagora publicou
matéria mostrando a indignação de um internauta, que flagrou e registrou através
de fotos e vídeos a captação indiscriminada de toda água do Rio Ribeirão, que
abastece a população da Tapera, Distrito pertencente ao município de
Encruzilhada –Ba, moradores se revoltaram e decidiram bloquear esse sistema.
A matéria foi publicada na noite
do último sábado (24), e, já na  manhã de
domingo (25), os moradores se organizaram e marcharam para a fazenda Guanabara,
que tem um sistema de irrigação que capta cerca de 80 Mil litros de água por
hora, para molhar cerca de um milhão de pés de café todos os dias, segundo
relatou um morador da localidade.
De acordo com moradores, a
fazenda desviou o curso do rio para uma extensa vala, que levava toda água do
rio até um local, onde estava instalado o sistema de captação. De acordo com
informações, a ação dos moradores tinha o objetivo bloquear a captação e devolver
o rio ao seu curso natural. Veja em vídeo o momento que a população revoltada invade
a fazenda.

Itambeagora@gmail.com
4 Comentários

Related Articles

4 Comentários

Anônimo 28 de outubro de 2015 - 13:03

e pra piorar a população de Itambé tá no face disputando "os méritos" da solução paliativa se é do prefeito ou dos vereadores(oposição) tem muitos até dizendo que se essa situação fosse no governo passado ñ estaríamos passando por essa crise hídrica ou seja tão endeusando um ex-prefeito ladrão

Anônimo 27 de outubro de 2015 - 16:21

Pois se é culpa tbm do Governo,se já tivesse precavido antes isso não estaria acontecendo,e fazer mobilização na pista não tem nda haver tem q fazer é na embasa pq necessitamos é da embasa pra termos água em casa e não da pista…

Anônimo 27 de outubro de 2015 - 03:24

Enquanto isso a População de Itambé fica só com a BUNDA colada na cadeira enchendo o saco no Face e nos sites de comunicação só postando q em tal rua o carro Pipa não chega. Se mobilizem, façam uma manifestação, fechem a pista q passa em Frente ao Paraguai. Mas fazer isso demanda esforço, o comodismo não deixe. Então continuem sofrendo. Vcs tem a água q merecem. E para de por a culpa só no Governo.

Paulo Sérgio 27 de outubro de 2015 - 01:15

“ O direito ao acesso a água é um direito humano fundamental e que deve ser distribuído de modo igualitário a todos os cidadãos, sob pena de se ferir a dignidade humana, haja vista que não existe vida sem água e não há como se viver dignamente se seu acesso é interrompido por pessoas inescrupulosas.”
Parabenizo as pessoas envolvidas nesta ação, uma vez que a pouca água existentes nos pequenos rios, ou melhor, riachos em fase terminal da região tem e deve ser utilizada priorizando o abastecimento humano, e não, para satisfazer o poder econômico do referido cafeicultor, que demanda técnicas patrocinadas pelo agronegócio, e não duvidem vocês da região, provavelmente sob incentivo e proteção de pessoas ligadas aos órgãos fiscalizadores do governo do Estado da Bahia.

Continuem na luta!

Comentários estão fechados.

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies