Início Noticias Mãe revoltada por ser barradas varias vezes em porta giratória põe neném no chão

Mãe revoltada por ser barradas varias vezes em porta giratória põe neném no chão

Por Reginaldo Spínola
1 Comentário
Na tentativa de entrar em uma
agência bancária de Suzano, na Grande São Paulo, uma executiva de vendas
colocou sua filha de apenas dois meses no chão. Ela alega que como não havia
nenhuma cadeira, precisou fazer isso para identificar o objeto que a impedia de
entrar no banco. Indignada, Léia Alves fez uma foto da filha no chão e publicou
em uma rede social. O post teve centenas de compartilhamentos. A Caixa
Econômica Federal informou que a porta giratória atende à legislação que
disciplina o sistema de segurança e que vai avaliar a conduta dos
profissionais.
Léia contou que na quarta-feira
(9) foi a um banco na cidade com a bebê. No local, ela retirou da bolsa a
carteira com um saco de moedas, guarda-chuva e celular e guardou em uma
guarda-volumes. Assim, passou pela porta giratória sem dificuldade. “Depois fui
até a agência da Caixa Econômica Federal para fazer um depósito. Fiz o mesmo
procedimento e ainda guardei uma bolsa no guarda-volumes. Mas fiquei com a
bolsa da bebê, pois se demorasse dentro da agência precisaria usar os produtos.
Mesmo assim, a porta travou”, contou Leia.
Ela disse que fez quatro
tentativas e a porta travava. “Eu já estava nervosa e retirei uma manta da
bolsa para forrar o chão e em seguida coloquei minha bebê no chão. Só assim para
conseguir revirar a bolsa para saber o que estava travando. Eu estava com a
bolsa e a bebê nos braços. Não tinha como procurar sem ter um lugar para
deixá-la. Do lado de fora não tem cadeiras, apenas mesa com os envelopes de
depósito.”
Segundo a executiva, só depois de
retirar um termômetro da bolsa é que conseguiu entrar no banco. “Eu entrei
chorando e muito nervosa. Na hora que coloquei a bebê no chão, os seguranças
ficaram rindo de mim.”
Indignada, Léia fez a foto da
menina no chão e postou em uma rede social. “Eu não fiz nenhuma reclamação
dentro do banco e nem pretendo processar. Fiz a foto para denunciar a situação
que vivi naquele momento. Eu fiquei indignada”, destacou Léia.
A Caixa Econômica Federal
informou que “a instalação de portas automáticas giratórias com detectores de
metal nas agências estão de acordo com a Lei 7.102/83, que disciplina o sistema
de segurança em estabelecimentos financeiros. Os equipamentos de segurança são
utilizados pelo banco para impedir o acesso de pessoas armadas às agências e
garantir a segurança de seus clientes, nunca para criar obstáculos ou
constrangimentos.”
Em nota, o banco ainda esclarece
“que coloca à disposição de seus clientes o serviço de armário guarda-volumes
na sala de autoatendimento da agência, para que possam ser armazenados bolsas e
sacolas com objetos que ocasionem o travamento da porta automática giratória.”
Segundo a Caixa Econômica
Federal, “as imagens do circuito fechado de filmagens e que tomará providências
imediatas caso seja verificada má conduta por partes dos profissionais.” (G1)
Itambeagora@gmail.com
1 Comentário
0

1 Comentário

Anônimo 13 de março de 2016 - 18:36

Em Itambé não é diferente, tem muitas pessoas passando por constrangimento no BB e o gerente não está nem ai.

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade