Início Brasil Crianças com microcefalia ganham festa e recebem doações no Recife

Crianças com microcefalia ganham festa e recebem doações no Recife

Por Reginaldo Spínola

itambagora-2

Crianças que nasceram com microcefalia tiveram uma manhã especial no Recife neste sábado (22). Elas participaram de uma festa em comemoração ao Dia das Crianças, realizada na Escola Estadual Sizenando Silveira, no bairro de Santo Amaro, no Centro da capital pernambucana. O evento foi promovido pela Missão Internacional de Proteção à Criança e ao Adolescente. [Veja vídeo acima]

Atividades pedagógicas e de recreação foram feitas com as crianças, que também interagiram com profissionais de saúde e organizadores do evento. Para deixar a festa mais divertida, alguns pais se vestiram com fantasias para brincar com os filhos. A solidariedade foi um dos destaques do evento: as famílias da União de Mães de Anjos (UMA) foram beneficiadas com fraldas descartáveis e leites que foram doados.

“Essa festa trouxe um dia diferente para as famílias e um momento de confraternização para as crianças. Teve um café da manhã maravilhoso, distribuição de presentes além das doações, que são importantes porque aliviam um pouco o orçamento das famílias”, ressaltou Germana Soares, presidente da UMA e mãe do Guilherme, de 11 meses, que possui a malformação cerebral.

Um ano após o início das investigações dos casos de microcefalia no Brasil, o país tem 2.033 casos confirmados da malformação. As informações são do Ministério da Saúde e se referem aos dados contabilizados até dia 8 de outubro deste ano.

Nesse mesmo período, 486 mortes são suspeitas e podem ter ligação com a infecção por zika e a microcefalia. Dentre esses registros, 170 óbitos tiveram confirmação de que foram causados pela malformação e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 96 foram descartados.

Além dos casos comprovados de microcefalia, 3.055 casos ainda são investigados pelos estados e pelo Ministério. Desde o início dos registros, 9.814 casos foram notificados – destes, 4.726 foram descartados. Apenas 381 pacientes com confirmação de microcefalia tiveram a comprovação por critério laboratorial específico para a existência do vírus da zika.

Estes mais de 2 mil casos confirmados pelo Governo Federal ocorreram em 688 municípios, localizados em todos os estados e no Distrito Federal. O estado de Pernambuco ainda é o mais afetado, com 389 registros confirmados, seguido pela Bahia e Paraíba, com 319 e 181 casos, respectivamente. (G1)

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Deixe um comentário

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade