Início Brasil Rio: Traficantes obrigam mãe de santo a destruir próprio terreiro; Vídeo

Rio: Traficantes obrigam mãe de santo a destruir próprio terreiro; Vídeo

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

O Brasil ficou chocado ao saber que mais um crime motivado por intolerância religiosa aconteceu. Traficantes do Rio de Janeiro invadiram um terreiro de candomblé e forçaram a Mãe de Santo a destruir as imagens.

O caso aconteceu na Baixada Fluminense, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. A yalorixá ficou o tempo inteiro sobre a mira de uma arma. Os bandidos filmaram toda a ação. Ela foi obrigada a destruir diversas imagens.

Durante o crime, os traficantes usaram termos relacionados ao cristianismo para tentar justificar a atitude deles. No vídeo é possível escutá-los dizendo que jamais irão permitir ‘‘bruxaria’’ na comunidade. Para arrancar as guias que ficam penduradas nos pescoço dos filhos de santo, eles usaram os canos das armas. Assista:

Os fiéis, conhecidos como filhos de santos, foram obrigados a abandonar o local. Toda a agressão foi registrada e divulgada nas redes sociais. Os traficantes ordenaram para que a yalorixá apagasse todas as velas e quebrasse tudo. Em determinado momento, um traficante fez uso de um termo cristão ao dizer: “Sangue de Jesus tem poder”.

A yalorixá foi chamada pelos traficantes de ‘’demônio-chefe’’. As agressões verbais continuaram. Enquanto obedecia as ordens dos traficantes eles diziam que era ela quem patrocinava aquela ‘’cachorrada’’. Em tom agressivo e exaltado, os bandidos diziam que queriam que a mãe de santos destruísse todas as guias.

Um outro ataque também foi filmado e postado nas redes sociais.

De acordo com as informações da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, esse ataque teria acontecido no Parque Flora, também localizado em Nova Iguaçu.

Nesse vídeo é possível perceber que um criminoso está obrigado um homem a destruir o próprio terreiro de candomblé [VIDEO]. Um dos bandidos hostilizava a vítima com um bastão de beisebol. Assista:

Em meio a tanta destruição e violência, os criminosos afirmaram para a vítima que, se por acaso ela tentasse construir um novo terreiro de candomblé, seria uma pessoa morta. Durante toda o ataque, os criminosos fizeram uso de diversos termos que são frequentemente utilizados em cultos evangélicos.

Um dos bandidos afirma que é ‘’da honra e glória de Jesus’’. A vítima foi ameaçada de morte diversas vezes. Os bandidos deixaram bem claro que, se por acaso essa vítima quisesse manifestar sua fé novamente, ela seria assassinada.

Os vídeos que circulam amplamente nas redes sociais causaram terror em muitas pessoas. Muitos internautas se indignaram e comentaram que a religião das pessoas deve ser respeitada. //Blastingnews

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade