Início Bahia MPF investiga cooperativa de saúde por suposta fraude licitatória em dois municípios baianos

MPF investiga cooperativa de saúde por suposta fraude licitatória em dois municípios baianos

Por Reginaldo Spínola

 

O Ministério Público Federal (MPF) investiga a Cooperativa dos Profissionais de Saúde (COOPE) por “possível fraude licitatória, desvio de recursos e pagamento de vantagem indevida a agentes públicos no contexto” no centro-sul baiano. Os contratos foram firmados com as prefeituras de Pindaí e Urandi. As informações foram publicadas em duas portarias, assinadas pelo procurador da República Carlos Vítor de Oliveira Pires, nesta terça-feira (30).

De acordo com a publicação, as supostas irregularidades teriam ocorrido na gestão da ex-prefeita de Pindaí Rosane Madalena Ladeia Pereira Prado, no período de 2013 a 2016. Enquanto que em Urandi, as prováveis ilegalidades teriam ocorrido durante o mandato do ex-prefeito José Cardoso de Oliveira, entre 2009 e 2012.

Uma série de diligências foi determinada pelo procurador aos Municípios e também à cooperativa. O caso está na 5ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR).

BNews

Related Articles

Deixe um comentário