Início Bahia Policial militar surta, faz disparos com fuzil e é baleado pelo Bope em Salvador ; ele está intubado, em estado grave

Policial militar surta, faz disparos com fuzil e é baleado pelo Bope em Salvador ; ele está intubado, em estado grave

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

Um policial militar disparou tiros para cima na tarde deste domingo (28), na região do Farol da Barra, em Salvador. Segundo a Polícia Militar, o homem, que estava com o rosto pintado nas cores verde e amarelo, apresentou descontrole emocional e realizou disparos para cima. Ele foi baleado após 3h30 de a negociação com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), no início da noite.

Equipes do Batalhão de Choque, Esquadrão Águia e da 11ª CIPM contaram com uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) para a negociação.

Wesley Góes foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo o major da 72ª CIPM, Hosannah Santos Rocha, o soldado está intubado, em estado grave.

A família informou que Wesley Góes nunca tinha apresentado surtos. Na tarde deste domingo, ele estava com o rosto pintado de verde e amarelo.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) informou que o soldado apresentou um surto psicológico. O homem caminhava no entorno do Farol da Barra durante o surto.

Nota da Polícia Militar

“A Polícia Militar lamenta pela ocorrência crítica envolvendo um integrante da corporação. Nesse sentido não poupará esforços para que todos os protocolos internacionais de gerenciamento de crises sejam adotados.

De pronto foi feito o isolamento e a contenção da área de crise, a fim de manter um espaço para iniciar o processo de negociação, para atingir o objetivo principal, que é a preservação de vidas.

O negociador do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) já está no local, assim como a equipe do Departamento de Promoção Social com um psicólogo.

Ressaltamos que o objetivo maior de todas as intervenções será a preservação da vida e o cumprimento da lei”.

Confira a ordem cronológica dos fatos:

14h: A ocorrência iniciou quando o militar chegou armado com fuzil e pistola, na Barra. Imediatamente ele iniciou disparos de fuzil para o alto. Ele foi cercado por unidades policiais do CPR Atlântico e especializadas, que isolaram o local.

15h: de acordo com a SSP, uma equipe do Bope iniciou a negociação. O soldado alternava momentos de lucidez com acessos de raiva, acompanhados de disparos. De acordo com o órgão de segurança pública, além dos tiros de fuzil, o soldado arremessou grades, isopores e bicicletas, no mar.

18h35: O soldado teria falado que havia chegado o momento, fez uma contagem regressiva e iniciou os disparos contra as equipes do Bope. Após pelo menos 10 tiros, o soldado foi neutralizado e socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Depois das 18h40: Jornalistas tentaram se aproximar do policial e foram afastados com balas de borracha. // G1

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade