Início Bahia Polícia caça serial killer baiano acusado de matar família no DF

Polícia caça serial killer baiano acusado de matar família no DF

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

O serial killer Lázaro Barbosa Sousa, de 33 anos, tem mobilizado a polícia do Distrito Federal após ter matado uma família em Ceilândia, no último dia 9 de junho. Ao todo, informou a Polícia Civil, 200 policiais foram mobilizados para a busca durante os seis dias de perseguição.

No dia dos crimes, o homem teria cometido um triplo homicídio e fugido levando uma empresária, de 43 anos, como refém. Todavia, a mulher conseguiu ligar para o irmão, que chegou à casa e encontrou os três corpos no chão.

Três dias depois, no sábado (12), a mulher foi encontrada morta em um córrego próximo a Sol Nascente, também no Distrito Federal. Segundo a polícia, o cadáver estava sem roupa e com diversos cortes.

 

Busca por Lázaro

Depois de ter cometido os crimes, Lázaro Barbosa começou uma nova empreitada: tentar fugir do cerco policial. Para isso, o serial killer tem feito reféns por onde passa.

Prova disso é que, no dia seguinte ao crime, ele invadiu uma chácara e manteve duas pessoas sob a mira de seu revólver, indo embora apenas depois de ter conseguido R$ 200, uma jaqueta, celulares e carregador.

Em outra oportunidade, Lázaro fez mais um refém e roubou um Fiat Pálio em Ceilândia. Foi este carro que o levou Cocalzinho, em Goiás, local que a polícia acredita que ele esteja. Lá, ele abandonou o veículo e o incendiou. Segundo a polícia, foi em Cocalzinho que ele encontrou um comparsa que o ofereceu suporte.

No sábado (12), o suspeito teria, mais uma vez, feito pessoas de reféns. Porém, desta vez, ele abandonou as vítimas e foi para uma chácara, onde acabou baleando três homens e roubando duas armas de fogo. Das vítimas, apenas uma teve ferimentos leves. As outras duas estão em estado grave em um hospital de Anápolis, Goiás.

Neste mesmo dia, a polícia chegou perto de Lázaro e quase o prendeu. No entanto, mesmo havendo troca de tiros, o suspeito conseguiu escapar enquanto ateava fogo em uma casa em Cocalzinho. Ontem, domingo, a polícia teve a última notícia do suspeito.

Na ocasião, afirma a Polícia Civil, o foragido furtou outro carro e abandonou o veículo após avistar um ponto de bloqueio montado pela polícia. No automóvel, os agentes encontraram um carregador de munições e outros objetos.

Neste segunda (14), os policiais iniciaram uma intensa busca pela mata, usaram cães farejadores, drones e helicópteros, no entanto, nada do serial killer aparecer. // Brasil123

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade