Início Brasil Deputados cassados por corrupção recebem aposentadoria de até R$ 23 mil pela Câmara

Deputados cassados por corrupção recebem aposentadoria de até R$ 23 mil pela Câmara

Por Reginaldo Spínola

A Câmara dos Deputados desembolsa, mensalmente, R$ 133.312,62 em pagamentos de aposentadoria para nove ex-deputados federais que tiveram mandatos cassados por envolvimento em esquemas de corrupção ou improbidade administrativa.

O levantamento foi feito pelo Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, e aponta que três estavam envolvidos no Mensalão – esquema de compra de votos no Parlamento durante o governo Lula – e três no esquema dos Anões do Orçamento, que flagrou desvio de recursos da União. Os outros três foram cassados por improbidade administrativa ou irregularidades em campanhas eleitorais.

O pagamento, no entanto, não é ilegal. O benefício é abastecido com contribuições dos próprios parlamentares e parte com dinheiro público. Ainda de acordo com o levantamento, os valores pagos vão de R$ 8.778,38 a R$ 23.344,70. Atualmente, o teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é de R$ 6.433,57.

Cassado em setembro de 2005 por envolvimento no Mensalão, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, recebe o maior valor entre os deputados cassados. Ele foi condenado em 2012 a mais de sete anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

DEPUTADOS / VALORES:

  • Roberto Jefferson (PTB – RJ) / R$ 23.344,70
  • Pedro Corrêa (PP – PE) / R$ 22.238,05
  • Jerônimo Reis (MDB – SE) / R$ 18.690,24
  • Juvenil Alves (PRTB – MG) / R$ 17.556,76
  • Carlos Benevides (MDB – CE) / R$ 12.070,27
  • Raquel Cândido (PTB – RO) / R$ 12.070,27
  • José Dirceu (TP – SP) / R$ 9.646,57
  • José Geraldo (MDB – MG) / R$ 8.778,38
  • Narciso Mendes (PP-AC) / R$ 8.778,38
Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade