Início Bahia Polícia Civil atua contra pirâmide financeira e crimes cibernéticos em Conquista e região.

Polícia Civil atua contra pirâmide financeira e crimes cibernéticos em Conquista e região.

Por Reginaldo Spínola

A Polícia Civil de Vitória da Conquista, por meio da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR),  tem atuado no combate de pirâmide financeira na cidade e na região neste ano, em  Vitória da Conquista. Em outubro deste ano, foi realizada operação que resultou na desarticulação de uma quadrilha especializada em atrair vítimas para o esquema.

O tipo de crime tem crescido no país e enganado muita gente que acabam caindo no golpe. Em entrevista ao Blog do Sena, nesta segunda-feira (4), o diretor Regional de Polícia do Interior, o delegado Roberto Júnior, explicou que a Polícia Civil continua trabalhando.

“Isso é mais uma investigação da Polícia Civil que consegue identificar esse tipo de crime, é um crime de estelionato. As investigações continuam ainda já. Já identificou uma parte desses indivíduos envolvidos com esse crime. Mas a Polícia Civil não vai permitir que esse crime enraíze aqui na cidade de Vitória da Conquista”, pontuou Júnior.

O coordenador da 10ª Coordenadoria de Polícia do Interior, o delegado Fabiano Aurich, explicou que nenhum crime cometido por meio da internet fica escondido. “Na internet a gente consegue chegar no autor, consegue provar, consegue apreender os valores que ele arrecadou e consegue expor ele a sociedade para um julgamento na Justiça”, explicou Aurich.

No programa Fantástico, exibido nesse domingo (3), na Rede Globo, uma matéria investigativa denunciou Jogo do Tigre”, um jogo on-line que promete ganhos fabulosos. Supostos vencedores aparecem ostentando na internet, dirigindo carros de luxo. De acordo com a reportagem, se trata de um esquema criminoso de apostas, que vem deixando vítimas no prejuízo. E, segundo a investigação, conta com uma rede de influencers que trabalham como aliciadores.

O coordenador Roberto Júnior explicou que a Polícia Civil da Bahia conta com um núcleo de crimes cibernéticos, aqueles que são realizados pela internet. E pontuou que existem ferramentas para chegar nos criminosos. “Todos esses crimes praticados através da internet a gente consegue alcançar e responsabilizar os autores. Não é uma terra sem lei, a internet. A Polícia Civil tem ferramentas para investigar e a gente vai chegar em qualquer indivíduo que possa praticar qualquer tipo de crime usando a internet como meio”, enfatizou Júnior.

O delegado da 10ª COOPIN deixou um alerta para a população. Ele explica, que para não cair no golpe, é importante prestar atenção nas facilidades e promessas milagrosas. E, caso seja vítima do crime, é importante fazer o registro a na Polícia Civil.

“O cidadão vítima de qualquer golpe, denunciar, procurar a Polícia Civil. Na dúvida, principalmente com relação a golpes. Gente, não tem nada que você vai ganhar um valor extraordinário de uma hora para outra. Não existe essa vantagem toda. Procure uma pessoa para te orientar, não entre em roubada não. Procura a Polícia Civil, tem dúvida, procura Polícia civil. A gente pode tirar a dúvida, a gente pode investigar, A gente pode verificar se aquele fato que estão oferecendo é verdadeiro ou não. E outra coisa, o governo federal tem registro e controle sobre tudo. Então tem as comissões, o Banco Central, para você verificar, não entra nessa furada achando que você vai botar aí R$1.000,00 e tirar dois, R$3.000,00 ou R$4.000 em um mês”, ressaltou Aurich.

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade