Página Inicial / Brasil / Dois últimos corpos achados na tragédia no Rio são de mãe e filho

Dois últimos corpos achados na tragédia no Rio são de mãe e filho

Compartilhe em sua Rede Social

 

RIO – As duas últimas vítimas retiradas sem vida dos escombros de dois prédios que desabaram na favela da Muzema, no Itanhangá, eram de mãe e filho. A diarista Zenilda Bispo de Amorim, de cerca de 40 anos, e seu filho Ruan Amorim Rodrigues, de 10.

Funcionária de uma lavanderia, Zenilda morava no prédio que desabou, há dois anos. Deu a entrada no apartamento dos sonhos e pagava em suaves prestações.

– As pessoas agora questionam a compra do apartamento numa área de risco. Mas veja, o que atraiu a compra foi a oportunidade de dar uma entrada, algo como dez mil reais, e depois ter a facilidade de pagar a casa própria com o salário que a gente recebe. Isso era ótimo – lamentou Rosiane, amiga de Zenilda.

Zenilda deixa um filho de 15 anos, que morava na Bahia com o ex-marido.

Sobre Reginaldo Spínola

Postagem em destaque

Barco pesqueiro desaparece com cinco pessoas no sul da Bahia; Marinha faz buscas

Compartilhe em sua Rede Social Um barco pesqueiro com cinco tripulantes desapareceu na costa da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.