Início Noticias A luta dos trabalhadores não para nem no dia dedicado a eles

A luta dos trabalhadores não para nem no dia dedicado a eles

Por Reginaldo Spínola
No Dia dedicado ao trabalhador, homens e mulheres do comercio local e da Feira Livre da Praça San Fili realizaram normalmente as suas atividades. Poucos foram os que ganharam folga. Poucas foram as lojas que fecharam as portas. 

Trabalhadores na Feira Livre
Várias lojas de Itambé funcionaram no Dia do Trabalhador
É certo que o bom funcionamento da sociedade capitalista depende diretamente destes homens e mulheres
 Que o sustento das suas famílias depende diretamente destes homens e mulheres
Eles não param… Eles continuam lutando
Eles lutam… Eles continuam trabalhando.
Mas você que está lendo está mensagem já parou pra pensar na importância do trabalho e do trabalhador.
Itambeagora@gmail.com

2 Comentários

Anônimo 19 de janeiro de 2011 - 11:41

Saudade.
A vida sempre nos reserva momentos, muitos bons e alguns ruins. Os momentos bons são aqueles que nos fazem sorrir, que nos trazem felicidade, força, amor, que nos mostram como somos amados, únicos e determinados. Já os momentos ruins nos mostram o quanto somos fracos, carentes, talvez incapazes de nos alegrarmos novamente, extremamente dependentes e tristes. Perder alguém, mesmo que um simples animal de estimação é um dos momentos mais tristes da vida, pois a perda traz uma tristeza enorme e destrutível. Talvez seja um pouco de egoísmo, afinal 'pessoas' morrem todo o tempo. Mas a saudade é um sentimento doloroso quando sabemos que jamais veremos novamente esse alguém que fez parte de tantos momentos bons em nossos vida. Saudades eternas, minha Cherry.

Anônimo 19 de janeiro de 2011 - 11:40

Já me acostumei com a tua voz
Com teu rosto e teu olhar
Me partiram em dois
E procuro agora o que é minha metade.

Quando não estás aqui
Sinto falta de mim mesmo
E sinto falta do meu corpo junto ao teu.

Meu coração é tão tosco e tão pobre
Não sabe ainda os caminhos do mundo.

Quando não estás aqui
Tenho medo de mim mesmo
E sinto falta do teu corpo junto ao meu.

Vem depressa pra mim
Que eu não sei esperar
Já fizemos promessas demais
E já me acostumei com a tua voz:
Quando estou contigo estou em paz.

Quando não estás aqui,
Meu espírito se perde, voa longe
Renato Russo

Comentários estão fechados.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade