Início Noticias Operação integrada apreende 870 animais silvestres no Sudoeste baiano. Nove foram presos

Operação integrada apreende 870 animais silvestres no Sudoeste baiano. Nove foram presos

Por Reginaldo Spínola
Cerca de 870 animais silvestres
foram resgatados pela operação integrada de combate ao tráfico de animais e reabilitação
da fauna silvestre coordenada pelo Ministério Público da Bahia, entre os dias
24 de novembro e 4 de dezembro.
Nove pessoas foram presas pela
Polícia Rodoviária Federal (PRF), sendo cinco delas por crimes ambientais, como
manter animais silvestres ilegalmente em cativeiro e dificultar a fiscalização
dos órgãos ambientais. As informações foram divulgadas pela PRF nesta
sexta-feira (5). 

Diversos órgãos estaduais e federais participaram da operação,
entre os quais a PRF, Adab, CREA/BA, Funasa, Ibama, Inema, MPF, MPT, Sefaz,
Seagri, Sema, CIPPA, e integrantes da ECO – ONG, sediada em Pernambuco mas que
atua na região do Raso da Catarina, na região de Paulo Afonso, na região norte
do estado.
A operação desenvolveu ações nos
municípios de Mortugaba, Matina, Jacaraci, Urandi, Pindaí, Sebastião
Laranjeiras, Candiba, Guanambi, Palmas de Monte Alto, Caetité, Igaporã, Iuiu,
Malhada e Carinhanha. Até a última quarta-feira (3), 870 animais já haviam sido
entregues ou resgatados e, entre as várias espécies de aves encontradas, tinham
araras, papagaios, periquitos, canários-da-terra, seriemas, cardeais,
pássaros-pretos, corrupiões, e um casal de quero-quero. A PRF informou que,
além das aves, a operação também resgatou micos, cágados d’água, jabutis, um
tatu e uma fêmea de veado que era mantida em cativeiro há dois anos.
A maior parte dos animais foi
encontrada bastante machucada ou debilitada. Algumas aves tiveram além das
penas cortadas, patas e asas amputadas. Todos os animais foram encaminhados
para a base montada na CODEVASF, em Guanambi, onde passaram pela avaliação de
veterinários e biólogos da ECO, sendo adotadas as medidas necessárias para cada
caso. Após a análise e acompanhamento dos veterinários e biólogos, alguns
animais foram reintegrados à natureza e outros foram transportados no caminhão
da Polícia Rodoviária Federal até o CETAS – Centro de Triagem de Animais
Silvestres localizado, em Vitória da Conquista, onde permanecerão até
adquirirem condições de serem reintegrados à natureza.
Blog do Marcelo

Itambeagora@gmail.com

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade