Início Noticias Operação da Polícia Civil apreende 135 galos de briga e acaba com rinhas Itapetinga

Operação da Polícia Civil apreende 135 galos de briga e acaba com rinhas Itapetinga

Por Reginaldo Spínola
A Polícia Civil da 21ª Coorpin de Itapetinga, no Sudoeste da
Bahia, deflagrou na manhã desta segunda-feira, 09/11/15, uma mega operação
batizada de “Espora de Ouro”, com o objetivo de desarticular as chamadas
“Rinhas de Galo”, a partir de denúncias de populares dando conta da existência
da clandestinidade no município.
A operação foi comandada pelo coordenador regional interino
da Coorpin, Dr. Roberto Júnior, que contou com os investigadores e escrivães da
Unidade, com o apoio do delegado plantonista Dr. José Robson Oliveira Santos
que ficou na delegacia agilizando os Procedimentos de T.C.O.
Ao todo, foram apreendidos em quatro rinhas existentes na
cidade, cerca de 135 galos de raça utilizados em combate e apostas milionárias.
O prejuízo para os donos das aves foi de mais de R$ 150 mil reais, além de
responderem à processos na justiça por crime ambiental, pagar multas e gastar
com advogados.
A Polícia Civil apreendeu as primeiras aves num terreno de
um cigano na 2ª Travessa João Vitor Fagundes, Bairro Vila Rosa, onde foram
encontrados 09 (nove) galos de raça utilizados em combate e apostas, na chamada
rinha de galo. Na localidade foi detido o cigano José Almeida Lacerda, 35 anos,
que foi levado a DT para lavratura de T.C.O, por crime ambiental e em seguida foi
liberado.
A segunda rinha foi localizada no Loteamento Moradas do Bem
Querer, nas proximidades das Hortas Comunitárias, onde foram encontrados 38
galos de raça, aves utilizadas em combate e apostas, a existência de um ringue
utilizado para disputa das aves em competição, gaiolas e cubículos improvisados
com aves sem os devidos cuidados, medicamentos utilizados em galos de briga. Na
localidade foi encontrada a pessoa de Maurício Bispo dos Santos, 40 anos, que
foi conduzida ao Complexo Policial para lavratura do T.C.O (Termo
Circunstanciado de Ocorrência), por crime ambiental, em conformidade com o
artigo 32 da Lei nº 9.605/98.
No curso da referida Operação, a PC chegou à terceira rinha
de galos que funcionava no Bairro Otávio Camões, na Avenida Demerval Soares
Pinheiro, onde foram encontrados 28 galos utilizados em combate, gaiolas e
abrigos improvisados, medicamento de uso veterinário. O dono da rinha foi
identificado como Florisvaldo Sena Sousa, 38 anos, que foi apresentado na
Delegacia de Polícia para lavratura do Termo Circunstanciado de Ocorrência
(T.C.O), por crime ambiental.
A quarta (4ª) rinha foi localizada pela Polícia Civil no
Trevo Itapetinga/Macarani, no Bairro Quintas do Sul, de propriedade dos irmãos
Rodrigues. Na localidade foram apreendidos cerca de 70 galos de raça utilizados
em combate e apostas, muitas gaiolas e abrigos construídos para permanência dos
animais, rinha que já funcionava já há bastante tempo no município.
Os animais apreendidos foram encaminhados ao CETAS (Centro
de Triagem de Animais Silvestres) de Vitória da Conquista, sob responsabilidade
do IBAMA.
De acordo com Dr. Roberto Júnior, as pessoas envolvidas vão
responder a T.C.O por crimes ambientais e por isso, foram liberadas, pois não
cabe prisão em flagrante, apenas o referido procedimento em conformidade com a
Lei. Itapetinga na Mídia 

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies