Início Brasil Absurdo: Mensagens mostram marceneiro assediando sexualmente crianças

Absurdo: Mensagens mostram marceneiro assediando sexualmente crianças

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

A Polícia Civil recolheu o telefone celular do marceneiro João Sidney Martins, 46, e encontrou as conversas mantidas em um aplicativo de mensagens instantâneas e em redes sociais, com crianças e adolescentes que eram aliciados com o intuito de manter relações sexuais. O homem foi detido em Várzea Grande/MT durante um encontro com uma vítima na manhã desta terça-feira (23).

Em uma das conversas, o marceneiro combinava de se encontrar com uma menina de apenas oito anos de idade. Em um dos diálogos, o homem pede por fotos sensuais para a criança. Já em outro, ele acerta um encontro e pede para que a menina vá de saia e sem calcinha. Ele chega a exigir que a menor faça o uso de anticoncepcional da mãe para que eles possam ter relações sexuais sem preservativo.

A denúncia foi feita pelo pai da criança que desconfiou de seu comportamento nas últimas semanas. Ele passou a monitorar o smartphone da filha e comunicou a Polícia Civil após o marceneiro combinar deles se encontrarem no estacionamento de um supermercado atacadista localizado no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.

Policiais civis estiveram no local e conseguiram prender o homem em flagrante. Em seu telefone, que foi recolhido e mandado para a perícia, os investigadores conseguiram detectar pelo menos outras 19 vítimas.

Autuado no artigo 241-D do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) – Aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso, o marceneiro foi transferido para uma unidade prisional de Várzea Grande. // Folha Max

conversas.jpg

conversas2.jpg

 

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade