Início Brasil Após 13 anos, programa acusado de encomendar mortes de pessoas para ter audiência volta ao ar

Após 13 anos, programa acusado de encomendar mortes de pessoas para ter audiência volta ao ar

Por Reginaldo Spínola

O programa Canal Livre, da TV Norte afiliada da Band, vai voltar ao ar 13 anos após o apresentador ter sido acusado de encomendar assassinatos de pessoas para mostrar em primeira mão no programa.

O caso teve repercussão mundial após ser tema de uma reportagem do Fantástico, da Globo, e ser contado pela série documental ‘Bandidos na TV’ em 2019, na Netflix.

O jornalista Willace Souza, filho do antigo apresentador e ex-deputado Wallace Souza (1958-2010) anunciou a volta do programa por meio de seu perfil no Instagram. Ele fechou um acordo com a TV Norte, e a atração vai reestrear no próximo dia 23, a partir das 13h30, com outro nome: Programa Livre.

“Com muita felicidade e o coração cheio de lembranças do meu saudoso pai Wallace Souza, me encarreguei de trazer de volta o legado desse programa que marcou gerações no nosso Estado. Toda hora e toda glória a Jesus. Te cuida, galeroso”, escreveu Willace na publicação.

Após a repercussão negativa e as graves acusações contra, Wallace perdeu o mandato como deputado. No entanto, ele nunca admitiu o suposto envolvimento com o tráfico de drogas e nos assassinatos. // BN

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade