Início Bahia Casa onde indígena foi morto é destruída em Porto Seguro; jovem foi morto por reclamar de som

Casa onde indígena foi morto é destruída em Porto Seguro; jovem foi morto por reclamar de som

Por Reginaldo Spínola

Um grupo de indígenas interditou, no fim da manhã desta segunda-feira (14), um trecho da BR-367, na orla Norte da cidade de Porto Seguro, sul da Bahia.

No protesto os índios pediram o esclarecimento do assassinato do índio pataxó Vítor Brás Souza, 21 anos, ocorrido noite de domingo. O jovem foi atingido por dois tiros nas costas enquanto reclamava do barulho de uma festa realizada em uma casa a pelo menos 500 metros da aldeia Novos Guerreiros. (Relembre o caso)

Vítor Brás tinha ido ao local com os outros indígenas e durante uma discussão, um dos frequentadores do evento sacou uma arma e atirou.

No protesto, que também teve a participação de não indígenas, a casa onde houve o crime foi parcialmente destruída. O imóvel, localizado às margens da rodovia, tinha sido alugado pelo organizador do evento.

A Polícia Civil informou que já instaurou um inquérito para apurar o homicídio. // MarcosFrahm

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade