Início Brasil Ator presta queixa por conta de meme de Jesus em prova de escola do filho

Ator presta queixa por conta de meme de Jesus em prova de escola do filho

Por Reginaldo Spínola

O ator Mário Gomes registrou uma queixa na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio por suposta intolerância religiosa em uma escola na qual seu filho estuda.

Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o artista diz que ele é católico e que teria se sentido vítima de intolerância por conta de uma questão de uma prova que associava Jesus à frase ‘bandido bom é bandido morto’.

 “Isso aqui é um sacrilégio. ‘Bandido bom é bandido morto’, como se Jesus Cristo fosse algum bandido. Alguém que pregou a paz, que pregou a compreensão, o entendimento entre a pessoas, e aí, a gente está aqui na frente do inspetor, muito atencioso e solidário, e compreendeu completamente a nossa posição, que é uma agressividade contra uma criança e meu filho é católico e temente a Deus”, disse Mario Gomes no vídeo na delegacia.

A questão da prova criticada por Mario Gomes é um meme em que uma reprodução de Cristo Crucificado, do pintor espanhol Diego Velásquez, aparece com a frase “Bandido bom é bandido morto”.  A questão deixa claro que se trata de um meme:

 “Este é um meme criado a partir da obra “Cristo Crucificado”, do pintor espanhol Diego Velásquez. Considerando o meme, identifique pelo menos um dos três tipos puros de dominação conceitualizados por Weber. Justifique-se, sempre em termos weberianos”, pede a questão, que vale 3 pontos.

VerdinhoItabuna

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade