Início Brasil Varíola dos macacos: Brasil confirma primeiro caso da doença no país

Varíola dos macacos: Brasil confirma primeiro caso da doença no país

Por Reginaldo Spínola

Nesta quarta (08), a Prefeitura de São Paulo confirmou o primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil. O paciente tem 41 anos e estava em viagem à Espanha. Atualmente, está sob isolamento no Hospital Emílio Ribas, na zona oeste da cidade. O seu estado de saúde não foi detalhado.

A Prefeitura também monitora um caso suspeito. O prefeito Ricardo Nunes (MDB) disse que a paciente, uma mulher de 26 anos, está estável e passa bem. Pessoas próximas a ela, que não tem histórico recente de viagem ou contato conhecido com pessoas infectadas, também estão sendo acompanhadas.

Até esta quarta (08), o Brasil registrou sete casos suspeitos em seis estados: Santa Catarina, Rondônia, Ceará, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio Grande do Sul. Segundo informe da Secretaria de Vigilância em Saúde, os pacientes estão em recuperação e sendo monitorados pelas equipes de vigilância: “A investigação dos casos está em andamento e as coletas para análise laboratorial já foram realizadas. Os resultados são aguardados.”.

SOBRE A DOENÇA

A varíola dos macacos é causada pelo vírus MPXV, descoberto em macacos na década de 1950. A primeira infecção em humanos aconteceu em 1970, na África. O principal meio de contaminação é pelo contato com as bolhas que se formam na pele do infectado, ou com objetos por ele utilizados – como lençóis e toalhas. Também há suspeita de transmissão sexual ou em grupos específicos.

A doença é considerada endêmica em partes da África. Por lá, o número de casos aumenta e diminui constantemente. Até o dia 2 de junho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) havia registrado 780 casos confirmados em 27 países em que a doença não é endêmica – com maioria dos casos concentrados na Europa.

Entre os sintomas iniciais estão: febre, dor de cabeça, dores musculares e nas costas, gânglios (linfonodos) inchados, calafrios e exaustão. Depois de alguns dias, começam a surgir feridas pelo corpo, principalmente nas mãos, rosto, boca e na região genital.

Atualmente, a OMS considera a varíola dos macacos como um “risco moderado à saúde pública”, pois é a primeira vez que tantos casos foram identificados em países não endêmicos.

Super

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade