Início Bahia Otto Alencar, do PSD, é reeleito senador pela Bahia

Otto Alencar, do PSD, é reeleito senador pela Bahia

Por Reginaldo Spínola

Otto Alencar, do PSD, foi reeleito senador pela Bahia, neste domingo (2), para os próximos oito anos. Com 84% das urnas apuradas, por volta das 20h40, Otto tinha 57,44% dos votos válidos ( 3.515.292 votos).

Otto integrou a chapa de Jerônimo Rodrigues, do PT, que às 20h47 lidera a apuração para governador. O candidato Cacá Leão (PP) aparece na segunda colocação com 25.26% (1.544.659 votos válidos). [Confira abaixo a apuração para senador].
Neste ano, o eleitor escolheu um candidato ao Senado. O mandato dos senadores é de oito anos, mas as eleições para o cargo ocorrem de quatro em quatro anos. A cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 27 vagas estavam em disputa no país, uma delas na Bahia.

Otto Roberto Mendonça de Alencar, de 67 anos, é natural de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina. Estudou em Salvador, no Colégio 2 de Julho, e depois cursou medicina na Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Em 1973, entrou para a Secretaria de Saúde da Bahia. Trabalhou para o Hospital Getúlio Vargas, no Centro Industrial de Aratu, como médico do trabalho, e foi professor universitário pela UFBA. Concorreu ao cargo de vice-prefeito em 1985, na chapa de Edvaldo Britto.

Em 1986, Alencar foi eleito deputado estadual por três mandatos, pelo PTB. Foi secretário de Saúde entre os anos 1990 e 1994, no governo de Antônio Carlos Magalhães (ACM). Foi governador da Bahia entre abril e dezembro de 2002, com a renúncia de César Borges. Migrou de grupo político, assumindo como vice-governador e secretário de Infraestrutura no governo de Jaques Wagner.

Em 2014 foi eleito senador com 3 milhões e 341 mil votos. No senado atuou como titular nas Comissões de Assuntos Econômicos, de Meio Ambiente, de Segurança Pública, na Frente Parlamentar em Defesa das Políticas Públicas de Juventude, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, na Frente Parlamentar dos Senadores dos Estados do Norte e do Nordeste e em grupos parlamentares com parlamentares de outros países.

Em 2021 integrou o Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, que apurou as ações e possíveis omissões do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil.

Confira apuração às 20h40

OTTO ALENCAR – PSD – 57,49% – 3.556.011 Votos computados
CACÁ LEÃO – PP – 25,26% – 1.562.344 Votos computados
DOUTORA RAISSA SOARES – PL – 15,29% – 945.470 Votos computados
TÂMARA AZEVEDO – PSOL – 1,77% – 109.622 Votos computados
MARCELO BARRETO – PMN – 0,17% • 10.621 Votos computados
CICERO ARAUJO – PCO – 0,02% • 1.427 Votos computados (sub judice)

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade