Início Noticias Segunda maior cidade da Bahia tem 36 homicídios em 21 dias, diz polícia

Segunda maior cidade da Bahia tem 36 homicídios em 21 dias, diz polícia

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário
De 1º a 21 de março, a polícia de
Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia, localizada a cerca de 100 Km
de Salvador, registrou 36 homicídios. O balanço aponta 17 assassinatos a mais
do que no mesmo período do ano passado. De acordo com a Polícia Civil do
município, a suspeita é de que o aumento no número de homicídios seja
decorrente de brigas entre duas facções criminosas.
“Realmente é muita a
quantidade de mortes e nós acreditamos principalmente nessa disputa entre essas
duas facções. Uma das facções estava no decorrer do ano passado, acuada, perdeu
muito espaço na cidade, muito dos integrantes foram mortos e hoje essa facção
está ‘dando o troco’, e vários integrantes da facção oposta se encontra
perdendo seus soldados”, explicou o coordenador regional de Polícia Civil de
Feira de Santana, João Uzzum.
Ainda segundo a polícia, nove
pessoas foram mortas entre o sábado (19) e a tarde desta segunda-feira (21), na
cidade. No Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana, oito
corpos aguardavam liberação nesta segunda, todos de vítimas de homicídio. Cinco
dessas mortes violentas ocorreram no final de semana, enquanto as outras três
foram na manhã desta segunda-feira.
Uma das vítimas é o irmão de uma
mulher que preferiu não se identificar. Ele foi morto junto com a esposa, no
bairro Pedra do Descanso. A mulher relatou que este é o terceiro irmão dela que
foi assassinado.
Na tarde desta segunda, Arnaldo
Marques Santos, de 23 anos, foi morto com vários tiros por volta das 15h30, no
bairro Conceição II. Ele retornava do trabalho e descia do ônibus quando foi
executado por dois homens que estavam em uma motocicleta. Arnaldo era
deficiente auditivo, mas já tinha sido preso por assalto.
Neste ano, no período de quase
três meses, já foram registrado 97 homicídios e um latrocínio, que é roubo
seguido de morte. O bairro Tomba é apontado pela polícia como o mais violento,
com quatro mortes no local.
“Aqui está fazendo medo. Em
todos os cantos a gente só vê isso”, disse o pedreiro José Santana, que mora
no bairro Tomba.
As autoridades policiais
agendaram um encontro com o secretário estadual de Segurança Pública e
representantes de outros órgãos. A reunião está marcada para quarta-feira (23),
às 9h, no Sest/Sen, em Feira de Santana. O objetivo será definir um plano de
inteligência para combater a criminalidade no município. “Se dá sugestões
para o melhor policiamento ostensivo da cidade e ações da própria Polícia
Civil, com operações de busca e apreensão, e outras, com o objetivo de conter a
onda de crimes”, afirma João Uzzum. (G1)
Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade