Início Bahia Recém-nascido que corre risco de morrer aguarda por UTI há 10 dias

Recém-nascido que corre risco de morrer aguarda por UTI há 10 dias

Por Reginaldo Spínola

Um bebê recém-nascido que está internado em um hospital de Brumado, no sudoeste da Bahia, e que corre risco de morrer, aguarda há dez dias para ser transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. A Justiça já determinou a transferência da criança para que possa ser submetido a um tratamento para salvar a sua vida e estipulou multa de R$ 20 mil por hora ao Estado, mas, mesmo após a liminar, nenhuma vaga ainda foi disponibilizada.

O pai do pequeno Pedro, Elian Almeida, conta que o menino enfrenta muitas complicações de saúde desde que nasceu, há dez dias, no Hospital Municipal Professor Magalhães Neto. Segundo o relatório médico, o bebê tem edema generalizado, acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo.

“Ele ficou todo roxo no momento em que nasceu, e o médico conseguiu reanimar ele e trazer para o quarto, porém já com necessidade imediata da UTI”, disse o pai, que vive a angústia da espera. “É uma luta pela vida, e eu quero a saúde dele”, completou.

A família da criança entrou com uma ação no Ministério Público pedindo a transferência imediata do menino. O pedido de liminar foi expedido pela Justiça no dia 29 de janeiro.

A liminar determina, além da transferência, que o Estado forneça atendimento necessário para ao recém-nascido. Caso não seja cumprida a decisão, além da multa de R$ 20 mil/hora, poderá haver bloqueio de verbas públicas.

A família conta que, enquanto aguarda pela vaga, o bebê tem piora no estado de saúde. “A qualquer momento ele pode morrer, porque sem a medicação não tem como ter um retorno”, disse o pai.

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou que a Central Estadual de Regulação está em busca de vaga para que atenda ao perfil do paciente. //G1

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário

Related Articles

Deixe um comentário

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Aceitar

Política de privacidade e cookies