Início Bahia Empresário é preso em operação contra sonegação fiscal na Bahia; mais de R$ 15 milhões foram ocultados

Empresário é preso em operação contra sonegação fiscal na Bahia; mais de R$ 15 milhões foram ocultados

Por Reginaldo Spínola

Um empresário do setor de embalagens plásticas foi preso em uma operação contra sonegação fiscal e lavagem de dinheiro foi iniciada nesta quarta-feira (27), no Horto Florestal, bairro nobre de Salvador. A ação cumpre ainda 17 mandados de busca e apreensão na capital baiana e em Lauro de Freitas, na região metropolitana.

De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz), os alvos da Operação Invólucro são um grupo deste setor, que sonegou mais de R$ 15 milhões em impostos aos cofres estaduais. O nome do empresário e da empresa não foram divulgados.

A secretaria informou ainda que o homem já responde a outro processo, também pelo crime de sonegação. A Justiça determinou, a pedido da operação, o bloqueio dos bens dos envolvidos, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas. Essa medida foi tomada para garantir a recuperação dos valores sonegados.

Segundo a Polícia Civil, no escritório de uma fábrica de embalagens, localizada no bairro do Caji, em Lauro de Freitas, policiais do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apreenderam um notebook, dois computadores, dois pendrives, diversas escrituras de imóveis e outros documentos processuais diversos.

Entre os documentos encontrados, foram apreendidas diversas escrituras de imóveis em vários pontos do estado da Bahia.

Esquema

A Polícia Civil detalhou que o suspeito criava empresas em nomes de laranjas e incluía pessoas com baixa condições econômicas e financeiras no quadro de sócios desses estabelecimentos. Em seguida, essas empresas eram abandonadas, deixando os pagamentos de tributos em aberto e sonegando os valores. A partir daí, novas empresas eram criadas.

Uma força tarefa foi montada pela Sefaz, por meio da Inspetoria Fazendária de Investigação e Pesquisa (INFIP). A operação conta com o auxílio do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Promotoria Regional de Combate à Sonegação Fiscal, Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (GAESF) e do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

Itambeagora@gmail.com

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade