Início Noticias Jovem que acordou em praia sem parte do intestino diz que foi vítima de ataque

Jovem que acordou em praia sem parte do intestino diz que foi vítima de ataque

Por Reginaldo Spínola

O jovem que adormeceu em uma praia e acordou sem parte do intestino falou pela primeira vez depois do ocorrido. Segundo o rapaz, ele foi vítima de um ataque e tira qualquer responsabilidade de autoria sobre a namorada.

Entenda o caso: Gabriel Muniz, de 20 anos, foi socorrido em uma praia depois de ser ferido e ter seu abdômen aberto, com uma parte do intestino arrancado.

Tudo aconteceu no dia 16 de janeiro, na Praia do Hermitão, perto da praia do Morro, em Guarapari, mas somente agora o caso ganhou repercussão. As informações da Polícia Militar revelam que o rapaz estava com a namorada na praia deserta quando decidiram fazer o uso da droga lsd. O uso dessas drogas não foi confirmado pelo rapaz. Depois disso, ele ficou desacordado e acordou nesse estado.

Uma das versões para o caso era de que a namorada de Gabriel tenha sido a responsável. Isso porque o rapaz contou para a polícia que a namorada alegou sonhar em ser cirurgiã. Dessa forma, trabalhou-se com a possibilidade dela ter sido a responsável por abrir o corpo do jovem.

Agora, com Gabriel em condições de falar sobre o caso, ele explica: Ele tinha passagem comprada para os Estados Unidos, onde iria estudar e passar cerca de seis meses. Com isso, foi com a namorada para a praia para se despedir. Os dois estavam embriagados. Como estava alcoolizado, Gabriel diz não recordar do que aconteceu, somente que foi surpreendido por um grupo de pessoas. “Até agradeço a Deus por não lembrar, minha mente bloqueia. Lembro apenas da sensação de ser segurado e de ter sido golpeado muitas vezes na cabeça e no rosto. Não me lembro do momento do corte no intestino.”

Ainda segundo o rapaz, seu celular foi levado pelos agressores, mas a namorada conseguiu encontrar o dela jogado na areia. Dessa forma, ela fez contato com a família e encontrou com o pai dela no meio do caminho da trilha. Eles então esperaram pela chegada do resgate.  Sobre os cortes, ele também explica: “Não foram de jeito nenhum cortes precisos; foram na altura do umbigo, mas foi com cacos de vidro de uma garrafa” . “Perdi uma parte do intestino, mas consigo viver com o que restou do trato intestinal. Já estou caminhando normalmente”.

Sobre a namorada, Gabriel conta que ela também foi atacada e diferente do que circula nas redes sociais, ela não é estudante de medicina e não foi ela quem abriu sem abdômen. “O estado dela era bem melhor que o meu. Eu lembro que me ajudou a chamar o socorro”. // AconteceNaBahia

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade