Início Bahia Pai de cadeirante morta durante ataque a tiros em escola na BA se emociona: ‘Se eu tivesse na hora, me atravessava na frente da bala’

Pai de cadeirante morta durante ataque a tiros em escola na BA se emociona: ‘Se eu tivesse na hora, me atravessava na frente da bala’

Por Reginaldo Spínola

O pai da cadeirante que morreu durante o ataque a tiros no Colégio Municipal Eurides Sant’Anna, em Barreiras, no oeste da Bahia, nesta segunda-feira (26), se emocionou ao falar da filha. Em entrevista ao Bahia Meio Dia, José Ferreira disse que, se pudesse, teria ficado na frente dos disparos para salvar a filha Geane da Silva Brito, que tinha 19 anos e estudava na instituição.

“O sentimento não é de culpado, porque um pai não se sente culpado em um momento desse. Se eu tivesse na hora, eu me atravessava na frente da bala para salvar minha filha. Eu peço desculpa a vocês, porque é triste, um pai está na frente de uma situação dessa, é dolorido”, disse José Ferreira.

Segundo o pai de Geane, a jovem fazia tratamento em um hospital da Rede Sarah, em Brasília. Ele também detalhou que ela tinha feito quatro procedimentos cirúrgicos, em fevereiro deste ano, e tinha previsão de passar por mais um, no início de 2023.

“Uma boa menina, ela é especial. No mês de fevereiro, ela fez quatro operações. No mês de fevereiro [de 2023], ia fazer mais outras, e aconteceu um caso desse, triste para um pai de família”, contou.

SAIBA MAIS

Adolescente armado invade escola, dispara contra alunos e mata estudante na Bahia

Ataque em escola: Polícia analisa redes sociais de suposto atirador e como ele conseguiu a arma

Compartilhe esse post com seus amigos

Deixe um comentário

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade