Início Bahia Sindicato dos Policiais Civis contesta versão e repudia ação dos PMs que terminou com delegado morto em Itabuna

Sindicato dos Policiais Civis contesta versão e repudia ação dos PMs que terminou com delegado morto em Itabuna

Por Reginaldo Spínola
0 Comentário

 

Um delegado da Polícia Civil morreu após ser baleado por policiais militares, durante uma ação policial, na madrugada deste domingo (28), na cidade de Itabuna, no sul da Bahia.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP), os PMs, que integram o 15° Batalhão de Polícia Militar (BPM), estariam apurando uma denúncia de roubo, na Avenida Mário Padre, quando ocorreu o caso.

O órgão não detalhou quantos policiais militares participavam da ação e nem como ocorreu o disparo contra a vítima.

Contudo, em nota, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) informou que o delegado teria sido baleado no peito ao tentar entregar a arma dele para os PMs, durante a abordagem.

Segundo o Sindicato, a vítima estava com uma namorada, em um posto de combustíveis da cidade, quando ocorreu a ação.

Segundo a SSP, o delegado, identificado como José Carlos Mastique de Castro Filho, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itabuna. Não há detalhes sobre o sepultamento.

O caso está sob investigação da 6ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin). Em nota, a SSP-BA informou que Corregedoria Geral da SSP acompanha o caso. O órgão não detalhou se os PMs envolvidos na ação foram afastados.

Ainda em nota, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) repudiou a ação dos policiais militares e informou que também acompanha o caso. (Informações G1)

Confira, na íntegra, o que diz a nota do Sindpoc:

“O  SINDPOC repudia a ação desastrosa perpetrada por uma guarnição de policiais militares, onde o cabo da PM Cleomario, assassinou o delegado da Polícia Civil Mastique, após a vítima tentar evitar uma agressão de um policial militar de folga contra a sua acompanhante. Os policiais civis Mastigue e Figueiredo ao serem abordados se identificaram serem policias e estarem armados. O Delegado ao pegar a arma, para entregar aos policiais militares foi alvejado, vindo a óbito no local, com objetivo de modificar o cenário do ocorrido,  simularam Socorro a vítima. Os investigadores da Polícia  Civil iniciaram a investigação para esclarecer a sociedade com a verdade dos fatos, responsabilizando  o autor dessa truculência que ceifou a vida do nosso colega.” 

Itambeagora@gmail.com
0 Comentário
0

Deixe um comentário

Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.

mais Postagens interessantes

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao clicar em "aceitar" assumiremos que você concorda com o uso que fazemos dos cookies. Concordo Clique AQUI e tenha mais informações

Política de Privacidade